7.08.2018

Oficina Comunicação Autônoma: Zine


A Oficina Comunicação Autônoma: Zine acontecerá no Ateliê Coletivo, na Ocupação Cultural Casa da Praça (rua Cacequi, 19, no bairro Boa Vista, Novo Hamburgo).
O início das atividades está previsto para às 14h20.
Chegue antes e conheça melhor o Ateliê Coletivo, a Ocupação Cultural Casa da Praça. A oficina é GRATUÍTA!
Vagas: 10**
===
Inscreva-se: https://goo.gl/forms/gbb4E38H040lHwGq2
====
Compartilhe também este evento:
https://www.facebook.com/events/1086675111483784/
====
Veremos drops conceituais da comunicação autônoma e da história da zine e seu uso contemporâneo.
Pensaremos nos formatos para a confecção da zine, seu tema e construção narrativa. Cada participante fará sua própria zine.
Haverá material disponível. MAS, se tiveres gravuras, textos, algum assunto do teu interesse, sinta-se livre para trazer e expressar-se!
Facilitador:
Bacharel em jornalismo, William Figueiredo é ativista e pesquisador cultural, participante do Coletivo Consciência Coletiva onde desenvolve experimentos transmidiáticos em artes visuais e audiovisual.
** Mesmo que as 10 vagas para o dia 14/07 sejam preenchidas, haverá a possibilidade de outras datas!! Se organizar direitinho todo mundo faz sua zine!!!

12.17.2017

4ª Feira do Livro Independente

Ontem (16/12) rolou mais uma Feira do Livro Independente para marcar na história de NH!
Lançamento de Livros, arte e música autoral. Isso é o que realmente importa. Esperando a próxima, obrigado a todas as pessoas que contribuem para o fortalecimento da cultura! Ahow!










11.20.2017

Convite: 4ª Feira do Livro Independente

> QUARTA edição da FLINH <
> Okuparemos o Calçadão <

LIVROS - TEATRO - EXPOARTE - MÚSICA - CINEMA - ZINES

Sem patrono, nem patrão, mais uma vez a feira do livro independente espera contar com o apoio mútuo de tod@s para a sua construção.

Se você tem Livros usados, Zines, trampos autorais de qualquer espécie, Brechó, Discos, comidas vegetarianas/veganas, obras de Arte para expor, e enfim, qualquer elemento de natureza sustentável e de kontrakultura, inscreva-se pelo e-mail e monte a sua banca SEM CU$TO.

>>> cconscienciacoletiva@gmail.com <<<

Pessoas e coletivos que pretendam ajudar na pré-organização, entrem em contato pelo chat da página que adicionamos no grupo Organizaçâo 4 FLINH.

Obs 1: Cada pessoa/grupo é responsável pela sua estrutura de banca, tipo mesa, gazebo, varal e tapete.

Obs 2: para quem vender comida, solicitamos que seja vegana/vegetariana, pois de opções carnívoras o centro está cheio.

AHOW.

10.02.2017

Convite: Vernissage Exposição Imersões

O individual recortado em ARTE e sobreposto no SER COLETIVO.
IMERSÕES tráz o contato do artista consigo mesmo nas experimentações coletivas diárias. O descobrir-se em ARTE como LIBERTAÇÃO.
Vai rolar um bate-papo com os artistas;
Músicas de Lutas com Estebán Hidalgo
+ RODA DE CONVERSA: Anarquismo e Okupações na América Latina.
A ENTRADA É LIBERTA
Como de prache, toda AÇÃO busca o FORTALECIMENTO da cultura do CHAPÉU. COLABORE COM O ARTISTA. AHO!

9.29.2017

Oficina de Ilustração

Oficina de Ilustração no Atelier Coletivo - Quarta-feira, 4 de outubro às 19:15

Mais uma oficina ministrada pelo Coletivo Consciência Coletiva, sempre as quartas-feiras, na Casa da Praça :)

Objetivo: Trabalhar tipografia e imagem em diferentes plataformas e materiais, utilizando técnicas de stencil, colagem, desenho, gravura, fotografia e o que mais surgir.

Nas primeiras aulas serão desenvolvidas atividades voltadas à produção de lambes (cartazes) de maneira artesanal, através do stencil e no decorrer das semanas abordaremos demais técnicas.

CUSTO? Doação espontânea no chapéu do coletivo.




9.24.2017

O Atelier foi mais do que abençoado com a presença de uma luz em forma de gente: Luís Nenung! Divino show na Casa da Praça  Muitas torcas de energias positivas e engrandecedoras; mais um para a rede de transformação pela arte!

9.16.2017

Ação Arte Contemporânea Independente na expo-festa 'Outro Mundo Acontece - Raissa Fayet',


Rolou Exposição do Coletivo na expo-festa 'Outro Mundo Acontece - Raissa Fayet', no sábado, dia 15, em ~~ Nóia ~~ 
Gracias Comanchi e demais compas, pelo convite. Mais dessas virão, com certeza.
Ahow




9.14.2017

Debate sobre os espaços públicos

Hoje rolou um pré encontro de articulação de cidadãos, grupos e coletivos de Novo Hamburgo para discutir o futuro dos espaços públicos da cidade, no Atelier Coletivo e Galeria na Casa da Praça.

Iniciou-se o debate da finalidade dos espaços públicos, abordando sua função social, de inclusão e desenvolvimento social e necessidade contínua de participação comunitária.

Apenas um aquecimento para muitos debates abertos que virão!

9.11.2017

9.07.2017

Ação Coletiva: Desfile



O levante artístico e anárquico dos de baixo marcando presença no desfile paramilitar do sete de setembro. Nada a comemorar neste país, nada a se orgulhar dos ataques que a cultura e a diversidade vem sofrendo.

9.05.2017

Convite: Oficina de Desenho Laboratório Gráfico com Alexandre Reis

.......O Projeto de Oficinas de Desenho
.............LABORATÓRIO GRÁFICO
Propõe a pratica da Auto Representação por meio de provocações Visuais, Cognitivas e sensoriais
Despertando por meio da pratica gestual,o fazer criativo FEITO A MÃO...como exercício contínuo de concentração em grupo...

TRAGA seu MATERIAL
Lápis de desenho de sua preferência 
Papel A3 Sulfite, aquele bem barato 
Sketchbook ou livro de artista,"caderninho de desenho"

SUGESTÃO aqui na Okupação tem a El Papiro encadernações, que produz cadernos personalizados por encomenda, quem quiser ajudar a fortalecer o núcleo criativo da casa encomenda um aícom a Mariana Amaral, ela põe uma energia linda em tudo que faz...
temos pranchetas de desenho para disponibilizar
TODOS SÃO BEM VINDAS E VINDOS VINDAMOS JUNTOS A DESENHAR E SE REALIZAR PESSOAL E COLETIVAMENTE 
............................................AXÉ...........................................
...................................Alexandre Reis ..................................

8.30.2017


............................RESPEITA O 
...............ARTISTA D RUA
.................................CULTURA LIVRE
.......................CIDADE SEM 
......................................M E D O

8.25.2017

Ação Coletiva: Catavida

 Os Catadores e a comunidade LOTARAM a sessão da Câmara, em Defesa da DIGNIDADE, SUSTENTABILIDADE e da ECOLOGIA, Os Catadores mostraram que estão sim UNIDOS e ORGANIZADOS, e Conscientes da FUNÇÃO SOCIAL de seu Trabalho...
Como era de se esperar de um governo Neoliberal, A PREFEITURA NÃO COMPARECEU A AUDIÊNCIA, Nem Prefeita, Nem Secretario de Meio Ambiente, UM TOTAL DESRESPEITO com A CIDADE, e a POPULAÇÃO,
PRIVATIZAR a coleta com a Conteinerização, É uma AGRESSÃO ao MEIO AMBIENTE e UM RETROCESSO SOCIAL, uma "SOLUÇÃO" PALIATIVA JÁ COMPROVADAMENTE INSUSTENTÁVEL pois inviabiliza a reciclagem, alem de tornar o processo mecanizado e INFLACIONADO!!!
QUEM VAI PAGAR ESSA CONTA ??????????????????????????
TODO APOIO AOS CATADORES
POR UMA CIDADE MAIS HUMANA
SUSTENTÁVEL E HORIZONTAL..

8.18.2017

Ação Coletiva na Audiência Pública - SEMSAS e Lar da Menina

"GENTRIFICAÇÃO É SEGREGAÇÃO - A cidade não é mercadoria da elite anti-social"
Uma audiência publica debatendo a destinação dos imoveis públicos de Hamburgo Velho - SEMSAS e Lar da Menina, foi realizada na Câmara Municipal no dia 17.08.2017. Foi apresentado ao público uma proposta elaborada pela AME- Associação de Moradores e Comerciantes de Hamburgo Velho, para os dois espaços públicos acima citados.
A questão que colocamos é: Queremos Hamburgo Velho para quem ???
As propostas apresentadas visam privatizar ainda mais o espaço público, destinando a utilização para fins especulativos, como escritórios, encubadoras de cervejeiros e atividades tecnológicas, junto de espaços com justificativas artísticas culturais.
O que fica evidente é mais uma proposta higienista de GENTRIFICAÇÃO do Centro Histórico, visando lucro e contemplar quem menos precisa.
A arte e a Cultura , não podem ser massa de manobra para tornar espaços públicos em patrimônio de castas abastadas e germanistas!
Os espaços públicos antes de tudo são espaços de todos, e por serem públicos devem cumprir sua função social, trabalhando assim a inclusão social, Hamburgo Velho pertence a todos, já que a história continua no agora.
Temos que superar a nostalgia letárgica que reforça preconceitos, sem cair em clichês de tendências hipsters, como a de buscar o título de capital nacional da cerveja artesanal - não precisamos ser capital de nada , temos sim que evoluir socialmente nossa cidade, para que tenhamos espaços culturais como teatros, bibliotecas, salas de exposições e museus, que ABRAM aos finais de semana, sem segregar quem vem da vila, para que esse cara da vila sinta pertencimento da sua história dentro do processo de construção social, sem o apelo Marginal que as instituições tentam nos enquadrar....
A cidade, as pessoas, a natureza , não devem ser transformados em produtos, e assim tabelados como mercadorias, que geram recursos aos governos que burocratizam o processo de gestão para privatizar o patrimônio público, a cidade não é subalterna de ideias de prefeitos que não dialogam...
Hamburgo Velho já perdeu muito de sua Poesia, em muitos lugares onde antes havia árvores e flores, hoje habita o concreto e o cinza. Muitos moradores foram esmagados e abusados pela especulação imobiliária.
Enquanto a comunidade continuar sendo tratada como subalterna de governos e instituições, que insistem na construção de processos "de cima pra baixo", não evoluiremos...
Horizontalizar as relações valorizando a base da sociedade dentro de um processo inclusivo, valorizando as diversidades, como possibilidades de autonomia cultural, é um processo a ser construído coletivamente... AHO
Fotografia: Daniele Souza/CMNH